Novo modelo educacional do UNIVEM prepara os cidadãos para o século XXI, alinhando-as à Transformação Digital e à Inovação Tecnológica

Única Instituição de Ensino Superior do Brasil a adotar um modelo educacional baseado nos conceitos e tecnologias da Educação 4.0 e da Inteligência Artificial, o Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM encerrou, ontem, o ciclo de encontros sobre as novas metodologias de ensino-aprendizado, com o tema “Como a tecnologia deve ser utilizada no contexto da Educação 4.0”. Coordenada pela Pró-reitora Acadêmica da instituição, Prof.ª Dr.ª Raquel Ferraroni Sanches, a capacitação discutiu a necessidade de metodologias diferenciadas para aulas, cujo objetivo seja preparar os cidadãos para o século XXI, alinhando-as à Transformação Digital e à Inovação Tecnológica, premissas de formação que são a base metodológica do UNIVEM. 

“No atual cenário educacional, o UNIVEM procura sempre protagonizou novos e melhores caminhos para adequar-se às necessidades de seus alunos, do mercado e da sociedade. Discutir a necessidade de metodologias diferenciadas para aulas, significa discutir a mudança dos papéis dos atores acadêmicos, num processo em que o conhecimento é construído e reconstruído continuamente. O professor passa a ser a ponte entre alunos e conhecimento, pois se tem clareza de que é fundamental ‘aprender a aprender’ sempre”, ressaltou a Pró-reitora Acadêmica.
De acordo com ela, as novas metodologias apresentadas pelo UNIVEM  acompanha o crescimento exponencial do conhecimento produzido pela humanidade e nessa perspectiva não se tem a pretensão de esgotar os diferentes caminhos para promover o processo de ensino-aprendizagem, mas sim de apontar grandes direcionadores para um novo fazer pedagógico, que tornem o aprendizado mais eficaz e moderno, adequado à necessidade das sociedades contemporâneas. “As novas gerações, influenciadas e inseridas na tecnologia, anseiam por um novo ‘fazer pedagógico, que coloque o aluno no centro do processo, proporcionando a ele a possibilidade de se expressar, de criar e de socializar seus conhecimentos”, disse a Prof.ª Raquel Ferraroni Sanches.
Para tanto, as habilidades e competências, necessárias ao um novo cidadão global autônomo, deverão ser desenvolvidas sob o enfoque de trabalho com metodologias ativas, educação personalizada e interdisciplinar, que se desdobram em ricas possibilidades de trabalho pedagógico.
Metodologias Ativas – Entendendo que o conceito de formação existente até os dias de hoje já não atende mais as necessidades e a  realidade do mercado e, que a chamada “Revolução 4.0”, exige maior adaptação aos novos parâmetros produtivos e de crescente de competitividade, o UNIVEM capacita seu corpo docente para que utilize de elementos inovadores dentro do ambiente escolar por meio de metodologias ativas, gerando, impreterivelmente, novas atribuições às já remanescentes habilidades e competências dos educadores.
As metodologias ativas preconizam o aprendizado por meio de resoluções de problemas, estimulam a inventividade do educando que vê a si mesmo como sujeito na resolução de temas ou situações problemas. Além disso, estimulam a resolução de situações práticas e reais, contribuindo para o desenvolvimento de competências como o pensamento crítico. Os estudantes também conseguem trabalhar competências como autonomia, responsabilidade, proatividade, trabalho em equipe e independência. “A construção ativa do conhecimento abre a possibilidade de o estudante ser agente do seu aprendizado, tornando-se sujeito de sua formação, desenvolvendo suas responsabilidades individuais e coletivas com criatividade e integridade e atento às necessidades do presente e projetando-se para o futuro. O cenário de maior competitividade e desafios, somados aos novos parâmetros produtivos da Revolução 4.0, desenvolve as condições para um ambiente educativo que se relaciona às práticas da inovação e do empreendedorismo”, explicou.
AMBIENTES EDUCATIVOS – Única instituição de ensino do Estado de São Paulo a integrar um Ecossistema de Inovação a sua proposta pedagógica, em que ambientes de inovação da instituição, o Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília e o Centro Incubador de Empresas de Marília - CIEM, são utilizados como ambientes de aula para aplicação de conceitos práticos na área do empreendedorismo e da inovação. Somente no UNIVEM, os alunos têm aulas num espaço criativo de empreendedorismo, o InnovaSpace Coworking, instalado no CITec-Marília, onde desenvolvem habilidades empreendedoras e softskills para se tornarem os futuros líderes da nossa sociedade. A partir de 2020, o UNIVEM inova mais uma vez e passa a respirar um novo ambiente educativo. Além do novo conceito em Educação, baseado na Transformação Digital, os alunos terão acesso a salas “digital”, reforçando a nova postura do UNIVEM em relação a construção de conhecimentos, habilidades e atitudes e na sistematização do saber, na reorientação da aprendizagem por parte dos docentes, a fim de diagnosticar os avanços e retrocessos na construção do conhecimento afim de alcançar as metas pretendidas, em um processo contínuo e sistemático. “Não se tratam, apenas, de mudanças técnicas digitais, mas sim na mudança de como usamos a internet, pelo estimulo à colaboração e à criatividade, por meio de plataformas interativas, wikis, redes sociais e taxonomias digitais, dentre outras ferramentas que se desenvolvem constantemente. Por isso se faz imprescindível o desenvolvimento de novas metodologias de suporte da reconfiguração dos ambientes educativos, sejam estes presenciais ou à distância, que transformem o educando em sujeito do seu processo de ensino. Essa nova postura já é realidade no UNIVEM”, concluiu a Pró-reitora Acadêmica do UNIVEM, Prof.ª Dr.ª Raquel Ferraroni Sanches.

Momento do ciclo de encontros sobre as novas metodologias de ensino-aprendizado, com o tema “Como a tecnologia deve ser utilizada no contexto da Educação 4.0”

Prof.ª Dr.ª Raquel Ferrani Sanches, Pró-reitora Acadêmica do UNIVEM: “A construção ativa do conhecimento abre a possibilidade de o estudante ser agente do seu aprendizado”

COMENTÁRIOS